Sir Frank

14 05 2012

Este fim-de-semana que passou, um jovem venezuelano ganhou a sua primeira corrida de Fórmula 1, acossado pelo melhor piloto da actualidade, a uns meros três segundos, depois de haver ganho a sua primeira pole position. Num carro duma das mais antigas equipas do campeonato e que anda há alguns anos pelas ruas da amargura, que culminou, o ano passado, com a sua pior época de sempre.

Se alguém de há 20 anos atrás ouvisse que o pódio, na Catalunha, foi de um Williams, um Ferrari e um Lotus, provavelmente perguntaria algo como “Mansell, Prost e Senna?”. Não foi, foi Maldonado, Alonso e Raikonen. Mas foi emoção até à última volta e medo e receio e tragédia e comédia. Não foi a melhor corrida de todos os tempos. Mas demonstrou que o melhor do desporto é a luta contra as adversidades, os problemas e os nossos demónios internos, até à glória, que é tão merecida relativamente ao primeiro como foi para os restantes.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: