Week

24 03 2013

Uma semana curiosa. Ayton Senna fez anos. Vettel fez de Judas.

Dois pólos distantes de uma mesma paixão. O curioso é que no seu tempo, Senna fez pior aos seus companheiros de equipa mas foi perdoado enquanto que o alemão será, sem dúvida, crucificado. E aí está a grande diferença entre ele e o alemão. A razão pela qual um será adorado como um mito e o outro … não. O carisma que um tinha, a emoção que transmitia, volta após volta, todos sabem ser inigualável. Vettel, por seu lado, não tem feito mais que cumprir a sua obrigação ao conduzir um carro que é tão dominante. No seu caso, arrisco dizer que a continuar assim será uma nota de rodapé na história de uma outra lenda: Adrian Newey. É que se Senna será admirado pela emoção, Newey sê-lo-á pelo intelecto. E, no fundo, serão ambos celebrados pelo mesmo, por mostrarem que num desporto onde habitam os seres superiores naquele domínio, mesmo assim é possível distinguir entre os que são muito bons e os que são lendários. Bem hajam!


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: